quinta-feira, 22 de agosto de 2013

MENINO DA SINALEIRA - ATIVIDADES PARA O 6º ANO

MENINO DA SINALEIRA
Luís Coronel

Há um menino
Na sinaleira.

A idade se conta
Nos dedos das mãos.


(e sobram dedos
Para apontar os culpados).

O menino
Tem um tribunal às costas
E um shopping pela frente.
Noite alta
O pisca-pisca amarelo
Libera o menino.

Teríamos prantos
De lavar o para-brisa
Fosse um só menino
Na sinaleira.

Em todas as sinaleiras
Ha um menino.

O coração petrifica-se
O menino quer comprar
Pão,
Leite
E cola para cheirar.

Passam doutores
E preclaros.

Telefonia celular
E som digital.

E todos sabem
Que não há sinal verde
Para este país
Enquanto houver

Em menino na sinaleira.

VOCABULÁRIO
1) Encontre, no texto, um sinônimo da palavra "choro".

2) Procure no dicionário o significado do termo "preclaro" e responda quem, além de doutores, passam na rua pelo menino?

3) "O coração petrifica-se". Procure o significado do termo em destaque e explique o que o autor quis dizer com este verso.

INTERPRETAÇÃO TEXTUAL

1) O poema inicia com a afirmação de que “Há um menino/na sinaleira.” Este menino tem pouca idade? Justifique sua resposta com outra afirmação do poema.

2) Quais elementos do poema indicam a localização da sinaleira onde o menino está? 

3) O poeta continua afirmando que “Em todas as sinaleiras/há um menino”. Isso indica que o poema está ambientado numa cidade grande ou pequena? Justifique sua resposta.

4) De quem é o coração que fica petrificado? Comente

5) As compras do menino são: pão, leite e cola para cheirar. É normal fazer-se essa compra? Você considera que todos os meninos de sinaleira tenham esse desejo? Por quê?

6) O poeta coloca que pelas sinaleiras passam várias pessoas e o poema sugere que muitas delas têm boas condições financeiras. Justifique com elementos do poema.

7) O que, para você, significa a última estrofe do poema?

8) Você já respondeu sobre a idade do menino (primeira pergunta). O poema sugere ao leitor que o menino não tem mais que dez anos, pois são dez os dedos das mãos. Na 3ª estrofe do poema, o poeta afirma que “sobram dedos/ para apontar os culpados”. Há aqui a sugestão de que os culpados são:
(      ) muitos      (       ) poucos
Eles são culpados de quê?

9) Leia parte de uma notícia publicada no jornal ZH:

Debaixo de uma ponte da BR-116 mora um menino que drena toda a sua força para os estudos na esperança de, futuramente, se formar doutor. Colecionador de notas 10, José Luiz Camboim Moni tem 15 anos, pouco menos de 1m70cm e se expressa melhor com um sorriso doce do que com as palavras. 
Tendo como teto o asfalto da rodovia que liga Porto Alegre ao Interior e rodeado pelas dificuldades de quem não tem um endereço formal com CEP e número de residência, José mora com a mãe, viúva, e dois irmãos.
Os obstáculos que encontra nos planos para se tornar médico, ele supera com criatividade. São muitos os exemplos. Sem pasta para carregar os livros, avistou nas últimas férias uma mochila boiando no Arroio Sapucaia. Recolheu, limpou e hoje a usa para ir à escola. Repetiu de ano apenas uma vez, aos sete anos, quando ingressou na Escola Estadual de Ensino Fundamental Ezequiel Nunes Filho, de Esteio. Foi justamente na época em que o pai morreu atropelado. O acidente coincidiu com o mesmo ponto da rodovia em que a família vive hoje — perto do km 259, em frente à empresa Refap. Depois da repetência, virou um aluno exemplar. Jamais deixou de entregar um trabalho. Em 2012, recebeu um certificado por estar entre os melhores alunos. (ZH,04/06/2013)

Agora responda:

a) O menino que, segundo o texto, coleciona notas 10, pela situação precária na qual vive poderia ser também um “menino de sinaleira”. Para você, por que isso não acontece?

b)  No poema Menino da sinaleira, não há descrição física do menino. Como você o descreveria?

c)  No quadro abaixo, liste as características do menino nota 10:

10) Que notas você daria para:
a) o menino da sinaleira:
b) as pessoas que passam pelo menino da sinaleira:
c)  os culpados de haver meninos nas sinaleiras:
d) para o país onde há meninos nas sinaleiras:

11)) Faça uma pesquisa sobre a situação das crianças de rua nas várias regiões do Brasil. No mapa abaixo, pinte com cores diferentes, as regiões que concentram maior número de crianças de rua. Também façam uma legenda que indique, em ordem crescente, essas regiões. 


ATIVIDADES GRAMATICAIS
1) Retire do texto:
a) 1 substantivo derivado:
b) 2 substantivos compostos:
c) 2 substantivos abstratos:

2) Como ficam os substantivos "pisca-pisca" e "para-brisa" no plural?

3) Quais as palavras que caracterizam os substantivos "telefonia" e "som"?


SUGESTÕES DE PRODUÇÃO TEXTUAL

a)Escolha uma das cores da sinaleira e a ela relacione: (selecione uma das opções) 
* uma pessoa 
* uma situação do dia a dia 
* um programa de televisão 
* um filme 
* um livro 
* uma música 
No seu texto, argumente o motivo pelo qual escolheu a cor. 

b)Crie um diálogo entre o menino da sinaleira e o menino nota 10. Neste diálogo deve constar o que levou o menino para a sinaleira e os conselhos que o menino nota 10 dará para que o outro mude sua situação. 

c) Escreva uma carta/e-mail/mensagem/ para alguma autoridade de sua cidade, denunciando a situação de crianças que ficam nas sinaleiras, ou em outros lugares, e sugira soluções. 

d)Redija um texto para o jornal de sua cidade denunciando alguma situação de exploração infantil. 

e) Crie um texto narrativo onde apareça a família do menino da sinaleira. Na sua narrativa deve aparecer uma possibilidade de mudança para os personagens. 

f) O menino nota 10 quer ser médico no futuro. Crie uma narrativa que conte sua trajetória até alcançar seu sonho. 

g) Crie um poema que apresente como tema algum outro problema social da realidade brasileira.


Fonte das atividades de Interpretação e Produção Textual: Fascículo Ler - Projeto Faccat - 2013 - Nº 02 - ANO XI

2 comentários:

Analice Cardoso disse...

Ótima atividade! As perguntas não são superficiais e as escolha dos textos são ótimas! Parabéns!

Jéhh disse...

Realmente muito boa essa atividade!!