terça-feira, 5 de março de 2013

POVO - Luís Fernando Veríssimo



POVO

Luís Fernando Veríssimo


— Geneci...

— Senhora?

— Preciso falar com você.

— O que foi? O almoço não estava bom?

— O almoço estava ótimo. Não é isso. Precisamos conversar.

— Aqui na cozinha?

— Aqui mesmo. O seu patrão não pode ouvir.

— Sim, senhora.

— Você...

— Foi o copo que eu quebrei?

— Quer ficar quieta e me escutar?

— Sim, senhora.

— Não foi o copo. Você vai sair na escola, certo?

— Vou, sim senhora. Mas se a senhora quiser que eu venha na Terça...

— Não é isso, Geneci!

— Desculpe.

— É que eu... Geneci, eu queria sair na sua escola.

— Mas...

— Ou fazer alguma coisa. Qualquer coisa. Não agüento ficar fora do Carnaval.

— Mas...

— Vocês não têm, sei lá, uma ala das patroas? Qualquer coisa.

— Se a senhora tivesse me falado antes...

— Eu sei. Agora é tarde. Para a fantasia e tudo o mais. Mas eu improviso uma baiana. Deusa grega, que é só um lençol.

— Não sei...

— Saio na bateria. Empurrando alegoria.

— Olhe que não é fácil...

— Eu sei. Mas eu quero participar. Eu até sambo direitinho. Você nunca me viu sambar? Nos bailes do clube, por exemplo. Toca um samba e lá vou eu. Até acho que tenho um pé na cozinha. Quer dizer. Desculpe.— Tudo bem.

— Eu também sou povo, Geneci! Quando vejo uma escola passar, fico toda arrepiada.

— Mas a senhora pode assistir.

— Mas eu quero participar, você não entende? No meio da massa. Sentir o que o povo sente. Vibrar, cantar, pular, suar.

— Olhe...

— Por que só vocês podem ser povo? Eu também tenho direito.

— Não sei...

— Se precisar pagar, eu pago.

— Não é isso. É que...

— Está bem. Olhe aqui. Não preciso nem sair na avenida. Posso costurar. Ajudar a organizar o pessoal. Ajudar no transporte. O Alfa Romeo está aí mesmo. Tem a Caravan, se o patrão não der falta. É a emoção de participar que me interessa, entende? Poder dizer "a minha escola...". Eu teria assunto para o resto do ano. Minhas amigas ficariam loucas de inveja. Alguns iam torcer o nariz, claro. Mas eu não sou assim. Eu sou legal. Eu não sou legal com você, Geneci? Sempre tratei você de igual para igual.

— Tratou, sim senhora.

— Meu Deus, a ama-de-leite da minha mãe era preta!

— Sim, senhora.

— Geneci, é um favor que você me faz. Em nome da nossa velha amizade. Faço qualquer coisa pela nossa escola, Geneci.

— Bom, se a senhora está mesmo disposta...

— Qualquer coisa, Geneci.

— É que o Rudinei e Fátima Araci não têm com quem ficar.

— Quem?

— Minhas crianças.

— Ah.

— Se a senhora pudesse ficar com eles enquanto eu desfilo...

— Certo. Bom. Vou pensar. Depois a gente vê.

— Eu posso trazer elas e...

— Já disse que vou pensar, Geneci. Sirva o cafezinho na sala.

VOCABULÁRIO
1) Procure, no texto, sinônimos das palavras abaixo:
a) fileira:
b) invento, arranjo:
c) imagem:
d) animada, preparada:

2) Em relação às afirmações a seguir, assinale a alternativa correta.
I - "Mas eu quero participar, você não entende? No meio da massa." - é correto afirmar que a  expressão destacada significa "no meio do povo".
II - "Alguns iam torcer o nariz, claro" - A expressão destacada significa "gostar, apreciar".
III - ""Até acho que tenho um pé na cozinha. Quer dizer. Desculpe." - A expressão significa "não ter origem nobre; ser serviçal de alguém".
IV - "O Alfa Romeu está aí mesmo" - O nome destacado refere-se ao marido da personagem.
V - "Meu Deus, a ama de leite da minha mãe era preta!" - "Ama de leite" é a mulher que amamenta filho(a) de outra mulher.

a) Todas as alternativas estão corretas.
b) Nenhuma alternativa está correta.
c) As alternativas II e IV estão incorretas.
d) As alternativas I, II e III estão corretas.
e) As alternativas III, IV e V estão incorretas.

INTERPRETAÇÃO TEXTUAL
1) A patroa e a empregada conversam em que lugar da casa e por quê?

2) Sobre o que Geneci imaginava que seria a conversa?

3) Que argumentos a patroa utiliza para convencer Geneci a deixá-la participar do desfile?

4) Quais os dois reais motivos de a patroa querer participar do Carnaval?

5) "Por que só vocês podem ser povo? Eu também tenho direito." O que essa expressão, dita pela patroa, quer dizer?

6) "Eu não sou legal com você, Geneci? Sempre tratei você de igual para igual". 
a) Qual a forma de tratamento usada por Geneci para se dirigir à patroa e qual a forma de tratamento usada pela patroa para se dirigir à Geneci?
b) A relação entre empregada e patroa realmente era de igual para igual? Justifique:

7) Há diferença étnica entre patroa e empregada? O que se pode deduzir em relação à cor das personagens?

8) A patroa disse a Geneci que estava disposta a qualquer coisa para desfilar pela escola.
a) Qual foi o meio que Geneci encontrou para que ela colaborasse com a escola?
b) A patroa aceitou o que Geneci propôs?

9) O texto faz uma crítica a qual comportamento social?

ATIVIDADES GRAMATICAIS - REVISÃO 8º ANO
1) Retire, do texto, 3 substantivos abstratos.

2) Há, no texto, 2 substantivos próprios que não se referem a nomes de pessoas, mas sim a marcas. Quais são esses substantivos e o que eles nomeiam?

3) Quais os pronomes de tratamento utilizados entre patroa e empregada?

4) Derive substantivos de:
a) copo:
b) baile:
c) cozinha:

5) Sublinhe os adjetivos e indique quais substantivos eles caracterizam:
a) "O almoço estava ótimo".
b) "Minhas amigas ficariam loucas de inveja".
c) "Meu Deus, a ama de leite da minha mãe era preta."
d) "Em nome da nossa velha amizade."

6) Reescreva as frases passando os pronomes destacados para os indicados entre parênteses. Faça a concordância  necessária.
a) "Mas eu improviso uma baiana". (pron
ome pessoal reto - 1ª pessoa do plural)
b) "Eu teria assunto para o resto do ano". (pronome pessoal reto - 3ª pessoa do plural)
c) "Eu também tenho direito". (pronome pessoal reto - 2ª pessoa do singular)
d)  "Se precisar pagar, eu pago." (pronome pessoal reto - 3ª pessoa do singular)

7) Reescreva as frases abaixo, substituindo os termos sublinhados pelo pronome adequado:
a) "É que o Rudinei e Fatima Araci não têm com quem ficar."
b) "Meu Deus, a ama de leite da minha mãe era preta!"
c) "Minhas amigas ficariam loucas de inveja".
d) "Tem a Caravan, se o patrão não der falta." 


Nenhum comentário: