quinta-feira, 22 de novembro de 2012

CONTINHOS SUSPIRADOS COM POESIA, PARA DEPOIS DAS CINCO - Celso Sisto

Atividades diversas - Verbos - 6º ano

 
"Já não dormia, com medo de morrer de sonhos. Esperava de olhos abertos a ferida com que a luz da manhã a atingia. Assim, depois de passar as noites inquieta entre a respiração das trevas e a inalação do sol, trocava de roupa e ia magistralmente preparar o café da manhã."

 a) O verbo "dormia" é de que conjugação e em que tempo está conjugado?
b) Reescreva a segunda frase do texto, passando os verbos para o Presente do Indicativo.
c) Reescreva a oração "...trocava de roupa e ia magistralmente preparar o café" passando os veerbos destacados para o futuro.
d) Responda que verbos derivam dos substantivos abaixo:
# sonhos:
# olhos:
# ferida:
# respiração:

 

 
"Seguro era olhar pela janela de vidro! Por isso ele se escondia atrás dos óculos. Protegia-se da luz do dia e da luz de outros olhos. E mantinha à distância o mundo que o agredia. Mas a janela fingia obedecer ao seu comando. Não fechava a qualquer hora e tampouco abria quando ele queria. A janela dos óculos, senhora absoluta de sua própria vontade, só admitia um segundo movimento: arrancá-lo do rosto e pronto! Um dia, apesar dos dois olhos, ele descobriu que bastava uma das mãos para inaugurar o mundo!"

a) Distribua os verbos destacados no texto, na tabela abaixo, de acordo com a conjugação a que pertencem.

1ª conjugação
2ª conjugação
3ª conjugação







b) Os verbos presentes no texto estão conjugados no:
(         ) Presente                  (        ) Pretérito              (         ) Futuro
c) Reescreva a primeira frase do texto, passando o verbo para o Presente.
d) O que era, na verdade, a janela citada no texto?


"De tempos em tempos abria os álbuns de fotografia, para buscar pedaços do que havia perdido. Revisitava idades através de narizes e bocas, para contar um a um os riscos que a espátula dos anos havia desenhado com exatidão. E quando terminava seu ritual de inspeção, escondia-se no quarto para chorar "a falta de". Um dia descobriu, entre atônita surpresa, que suas lágrimas eram coloridas. A partir daí passou a exibir, sem medo, a pintura de seu rosto aquarelado de histórias."

a) Reescreva o texto, passando os verbos para o Presente do Indicativo.

"Sempre quis ser a Emília do Lobato. Sem papas na língua, sem freios na imaginação, com suas perversõezinhas caseiras. Se era de dizer, era mais de fazer. E fez da vida um grande sítio amarelo, onde tudo e todos chegavam e partiam, atraídos pelo exercício do imaginário. E de tanto poder tudo, inclusive ser gente, entrou para sempre no livro da infância eterna."

a) Que verbos podemos derivar de:
# freios:
# exercícios:
# imaginário: 

b) Frases verbais são as frases que têm, pelo menos, um verbo. Frases Nominais, são aquelas que não têm verbo. Retire do texto uma frase nominal.

c) Retire do texto:
# 3 verbos de 1ª conjugação:
# 3 verbos de 2ª conjugação:
# 1 verbo de 1ª conjugação:

d) Os verbos do texto estão conjugados em que tempo?














2 comentários:

Kathia Bazoni disse...

Amei seu blog... Visitarei muito!!! Bjs.

Erica Bosi disse...

Gostei do seu conteúdo, já estou seguindo!
http://www.educasempre.com/
http://www.leiasempre.com/