segunda-feira, 3 de setembro de 2012

A HISTÓRIA DOS SENTIMENTOS - LYA LUFT - Atividades de Interpretação, Vocabulário e Orações Subordinadas Adverbiais

A História dos Sentimentos – Lya Luft

Os Sentimentos Humanos certo dia reuniram-se para brincar. Depois que o Tédio bocejou três vezes porque a Indecisão não chegava à conclusão nenhuma e a Desconfiança estava tomando conta, a Loucura propôs que brincassem de esconde-esconde. A Curiosidade quis saber todos os detalhes do jogo, e a Intriga começou a cochichar com os outros que certamente alguém ali iria trapacear.
O Entusiasmo saltou de contentamento e convenceu a Dúvida e a Apatia, ainda sentadas num canto, a entrarem no jogo. A Verdade achou que isso de esconder não estava com nada, a Arrogância fez cara de desdém,  pois a ideia não tinha sido dela, e o Medo preferiu não se arriscar: "Ah, gente, vamos deixar tudo como está", e como sempre perdeu a oportunidade de ser feliz. 
A primeira a se esconder foi a Preguiça, deixando-se cair no chão atrás de uma pedra, ali mesmo onde estava. O Otimismo escondeu-se no arco-íris, e a Inveja se ocultou junto com a Hipocrisia, que sorrindo fingidamente atrás de uma árvore estava odiando tudo aquilo. 
A Generosidade quase não conseguia se esconder porque era grande e ainda queria abrigar meio mundo, a Culpa ficou paralisada, pois já estava mais do que escondida em si mesma, a Sensualidade se estendeu ao sol num lugar bonito e secreto para saborear o que a vida lhe oferecia, porque não era nem boba nem fingida; o Egoísmo achou um lugar perfeito onde não cabia ninguém mais. 
A Mentira disse para a Inocência que ia se esconder no fundo do oceano, onde a inocente acabou afogada, a Paixão meteu-se na cratera de um vulcão ativo, e o Esquecimento já nem sabia o que estavam fazendo ali.
Depois de contar até 99 a Loucura começou a procurar. Achou um, achou outro, mas ao remexer num arbusto espesso ouviu um gemido: era o Amor, com os olhos furados pelos espinhos. 
A Loucura o tomou pelo braço e seguiu com ele, espalhando a beleza pelo mundo, desde então o Amor é cego e a Loucura o acompanha. 
Juntos fazem a vida valer a pena - mas isso não é coisa para os medrosos nem os apáticos, que perdem a felicidade no matagal dos preconceitos, onde rosnam os deuses melancólicos da acomodação. 

VOCABULÁRIO
1)       ANALISE AS AFIRMAÇÕES ACERCA DA SUBSTITUIÇÃO VOCABULAR E ASSINALE E A ALTERNATIVA CORRETA.
I -  “... a Loucura propôs que brincassem de esconde-esconde.” – o termo “propôs” pode ser substituído por “impôs” sem alterar o sentido da frase.
II – “...e a Intriga começou a cochichar com os outros que certamente alguém ali iria trapacear.” – termo “cochichar” pode ser substituído por “sussurrar” sem alterar o sentido da frase.
III – “...e como sempre perdeu a oportunidade de ser feliz.” -  o termos “oportunidade”, nesta frase, não é sinônimo de “chance”.
IV – “O Otimismo escondeu-se no arco-íris, e a Inveja se ocultou junto com a Hipocrisia” – os termos destacados nesta frase são antônimos.
V – “A Generosidade quase não conseguia se esconder porque era grande e ainda queria abrigar meio mundo,...” – o termo “abrigar” pode ser substituído por “acolher” sem alterar o sentido da frase.

A – Todas as afirmações estão corretas.              D – As afirmações II, III e V estão corretas.
B – As afirmações II e V estão corretas.               E – As afirmações I, III e V estão corretas.
C -  Nenhuma afirmação está correta.

INTERPRETAÇÃO
1)       DE ACORDO COM O TEXTO É CORRETO AFIRMAR:
I – Depois que o Tédio bocejou três vezes porque a Loucura estava tomando conta e queria saber todos os detalhes das trapaças que a Intriga disse que teria, a Indecisão propôs que todos se escondessem para que o Amor pudesse encontrá-los.
II - O Egoísmo achou um lugar perfeito para se esconder, onde só cabia ele mesmo. A Sensualidade se estendeu num lugar bonito para aproveitar as coisas boas que a vida tinha a oferecer. A  Generosidade quis ajudar a todos, e quase não conseguiu se esconder e a Inôcencia morreu afogada, pois foi enganada pela Mentira, que disse a ela que se esconderia no fundo do oceano.
III – A Loucura propôs aos demais sentimentos que brincassem de esconde-esconde e, depois que contou até 99, foi encontrando um e outro, até encontrar o Amor, que estava escondido em meio a  um arbusto de espinhos, pelos quais teve os olhos perfurados. Então, os dois – a Loucura e o Amor (que é cego) -  saíram pelo mundo, espalhando beleza, fazendo a vida valer a pena.

A – Todas as afirmações estão corretas.                  D – As afirmações I e III estão corretas.
B – Nenhuma alternativa está correta.                      E – As afirmações II, III estão corretas.
C -  As afirmações I e II estão corretas.


ATIVIDADES GRAMATICAIS
BÔNUS
TEMPORAIS
Enquanto, quando, antes que, depois que, assim que, logo que, desde, etc.
CONDICIONAIS
Se, caso, desde que, contanto que, a menos que, etc.
CAUSAIS
Porque, já que, uma vez que, visto que, como, etc.
CONSECUTIVAS
De tal modo que, tão...que, tanto...que, tamanho...que, etc.
CONCESSIVAS
Embora, ainda que, mesmo que, apesar de que, etc.
PROPORCIONAIS
À medida que, à proporção que, quanto mais...mais, quanto menos...menos, etc.
CONFORMATIVAS
Conforme, como, segundo, consoante, etc.
FINAIS
Para que, a fim de que, etc.
COMPARATIVAS
Como, mais...que, menos...que, tão...quanto, tanto...quanto, etc.

1)       CLASSIFIQUE AS ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS ABAIXO:
a)       “Os Sentimentos Humanos certo dia reuniram-se para brincar.”

b)       Depois que o Tédio bocejou três vezes porque a Indecisão não chegava à conclusão nenhuma e a Desconfiança estava tomando conta,...”

c)       “...a Arrogância fez cara de desdém,  pois a ideia não tinha sido dela, e o Medo preferiu não se arriscar:...”

d)       A Generosidade quase não conseguia se esconder porque era grande e ainda queria abrigar meio mundo,...”

e)       “...a Culpa ficou paralisada, pois já estava mais do que escondida em si mesma, ...”


f)        “...a Sensualidade se estendeu ao sol num lugar bonito e secreto para saborear o que a vida lhe oferecia, porque não era nem boba nem fingida...”



Nenhum comentário: