quinta-feira, 28 de junho de 2012

TODA NUDEZ TEM DE SER CASTIGADA? - Atividades de Sintaxe e Pronomes

TODA NUDEZ TEM DE SER CASTIGADA?
Kika Freitas

http://www.ocafe.com.br/2012/05/16/toda-a-nudez-tem-de-ser-castigada/

Não podemos deixar de mencionar as fotos da Carolina Dieckmann. 

Não só por terem sido o assunto das últimas semanas, com todo o rebuliço que um advogado pode causar ao ameaçar processar o gigante Google, mas por todo esse exagero – e mito – que existe ao redor da ideia de fotos de uma mulher. Pelada. 

O Google retirou as fotos e as indexações a tais fotos do ar, só permitindo os sites mais fakes ficarem no ar com a indexação – mas obviamente sem as fotos. 

Mas não é de hoje que o Google tem essa política de tirar a nudez de cena. E não apenas a da atriz que ameaçou, ou alguma imagem específica. O Google exige a censura da nudez explícita, alegando ser pornografia. Sites como o (já gigante) Facebook também já excluíram usuários por expor a nudez explícita – inclusive de quadros conceituados, mas as matérias a respeito também estão hoje sem imagens, simplesmente por tratar-se de uma genitália. 

Então não podemos deixar de questionar: o que é pornografia? Quando a nudez torna-se pornográfica? O corpo nu não pode ser, simplesmente, um corpo nu? 

Caímos numa luta severa contra a pornografia visual, mas ignoramos o erotismo das situações. Uma situação erótica não é a mesma coisa que uma situação pornográfica, da mesma forma que um flerte com joguinho de palavras é bem diferente de uma pessoa passar a mão em outra. Ao mesmo tempo, o que não é visível não é socialmente censurável, vide a leva de músicas de sentidos duplos, triplos ou quádruplos que ecoam por aí – e que os pais acham bonitinho os filhos cantarem, pois eles não sabem do que se trata. 

Hoje existem inúmeros fãs de fotografia erótica. E isso não quer dizer que são homens doidos para verem mulheres nuas, ou vice e versa. Uma foto nua ou sensual envolve um olhar, uma linguagem, um sentimento. A mulher (ou homem) é o foco principal, em seu inteiro, não só uma mísera parte de seu corpo. 

Se você observar, as revistas como G Magazine, Playboy ou Sexy, cada uma a seu modo, não focam os modelos como um todo, e sim, como o rosto (famoso) e suas zonas erógenas. E essa é a minha definição de pornografia: Excluir o conceito foto, excluir todo e qualquer pano de fundo e criar um estado sexual na pessoa que está ‘consumindo’ aquele material. Sim, em muitos casos é tênue a linha, mas muito material hoje simplesmente tem nudez, e não por isso é um material perversor. 

Quanto a essa moralidade que cresce (enquanto ouve a “Fugidinha” de Michel Teló), pode ter certeza que igualmente vê uma Pornochanchada brasileira e considera um filme pornográfico. Mas ainda assim não deixa de assistir a Angelina Jolie em “Pecado Original“, porque aquilo é sensual. Consegue ver aqui a contradição da moralidade? As cenas de sexo protagonizadas por Antonio Banderas são um adorno do filme. São desnecessárias, por assim dizer. Enquanto isso, as chanchadas, além de terem uma visão bem brasileira de fundo, distinguindo bem as culturas do país, ainda é o filme que data uma época específica do país, que justamente podemos ver hoje como a justificativa de ‘pão e circo’. Em ambos os casos não se trata de pornografia – mas pode ter uso pornográfico para quem assistir. 

E se você ainda não se convenceu, procure imagens, materiais e argumentos. Com certeza você encontrará fotos ainda não retiradas do arquivo de imagens do Google uma linda mulher (que parece ser alemã) passeando nua junto a junquilhos em um rio, ou diversas outras imagens de época. Isso não é pornografia, é material de pesquisa. Qualquer pessoa que queira compreender um pouco de moda ou atualidades tem de entender de corpos – e suas modificações ao passar do tempo -, que são a parte fundamental da indumentária. 

Com certeza não poderemos mudar o Google – até porque é quase impossível definir o que é o que na quantidade de material duvidoso postado dia após dia na internet-, mas o Facebook já assumiu seu erro com alguns de seus usuários. Temos é de nos policiar para parar de ver tanta malícia onde não tem, e não ignorar aquelas que são propositais e caem nas graças do povo. Assim como a roupa, que muitas vezes é horrível para umas e linda para outras, o erotismo depende dos olhos de quem vê. Mas o corpo nu não é um atentado violento ao pudor. Jamais. 

1) Encontre, no texto, sinônimos para as seguintes palavras: 
a) Vergonha, recato:                                                                         f) Paquera: 
b) Enfeite:                                                                                           g) Frágil: 
c) Reprovação, desaprovação:                                                         h) roupa, traje: 
d) Clara, expressa:                                                                            i) perversidade, maldade: 
e) Alvoroço, confusão: 

2) Em relação ao texto, analise as afirmações abaixo e assinale a alternativa correta. 
I – De acordo com o texto, o Google censura a nudez explícita, pois a classifica como sendo pornografia. 
II – A autora afirma que uma situação erótica é a mesma coisa que uma situação pornográfica, pois um flerte com joguinho de palavras se equipara a uma passada de mão em alguém. 
III – Muitas músicas podem ser consideradas pornográficas, devido ao conteúdo das mesmas. Mas, como não se trata de algo visível, a sociedade não repudia. 
IV – Uma foto nua se torna sensual quando se leva em consideração o olhar, a expressão e o sentimento do homem ou da mulher, não os resumindo a uma parte de um corpo. 
V – A nudez e a pornografia são relativas. Depende dos olhos de quem vê. 

a) Todas as afirmações estão corretas.                                            d) II e III são incorretas. 
b) Nenhuma afirmação está correta.                                                e) II,III e Iv são corretas. 
c) Somente a II é incorreta. 

3) Qual é a definição de pornografia da autora do texto? 

4) Qual é a contradição apresentada pela autora, em relação à moralidade? 

5) A partir da leitura do texto, exponha o seu ponto de vista acerca da necessidade atual das pessoas em se exporem em sites de relacionamento, abordando a questão do vazamento de fotos nuas ou sensuais de pessoas famosas ou comuns. Reflita: Por que esse tipo de situação aumentou nos últimos tempos? Por que as pessoas fotografam tudo e a todos? Por que se expõem em momentos mais íntimos? Desenvolva um parágrafo breve, abordando essa questão. 

6) Reescreva as frases abaixo, substituindo os termos destacados, pelos pronomes adequados: 

a) “Mas não é de hoje que o Google tem essa política de tirar a nudez de cena.” 
b) “O Google retirou as fotos e as indexações a tais fotos do ar”. 
c) “...distinguindo bem as culturas do país...” 

7) “Caímos numa luta severa contra a pornografia visual, mas ignoramos o erotismo das situações”. Os verbos “caímos” e “ignoramos” omitem um pronome. Qual é e como se classifica? 

8) Indique os termos ou expressões às quais os pronome relativos destacados nas frases abaixo, se referem: 

a) “...com todo o rebuliço que um advogado pode causar ao ameaçar processar o gigante Google...” 
b) “Quanto a essa moralidade que cresce...” 
c) “...ainda é o filme que data uma época específica do país...” 

9) “E isso não quer dizer que são homens doidos para verem mulheres nuas...” (7º parágrafo). A que termo ou expressão o pronome destacado na frase se refere? Como ele se classifica? 

10) Classifique os pronomes destacados como PRONOMES SUBSTANTIVOS ou PRONOMES ADJETIVOS. Em seguida, classifique-os de acordo com os tipos de pronomes destacados até o momento. 
a) “Temos é de nos policiar para parar de ver tanta malícia onde não tem...” 
b) “Mas não é de hoje que o Google tem essa política de tirar a nudez de cena...” 
c) “...cada uma a seu modo...” 
d) “...não só uma mísera parte de seu corpo...” 
e) “...passeando nua junto a junquilhos em um rio, ou diversas outras imagens de época.”

11) Classifique os termos destacados em OD, OI, CN ou AA: 
a) “...ao redor da ideia de fotos de uma mulher.” 
b) “O Google retirou as fotos e as indexações a tais fotos do ar...” 
c) “...mas ignoramos o erotismo das situações.” 
d) “Hoje existem inúmeros fãs de fotografia erótica.” 
e) “...o erotismo depende dos olhos de quem vê.” 

12) Passe as frases abaixo para a voz passiva e, em seguida, indique o Agente da Passiva: 
a) “...ignoramos o erotismo das situações.” 
b) “O Google retirou as fotos e as indexações a tais fotos do ar...” 
c) “Com certeza não poderemos mudar o Google...” 
d) “O Google exige a censura da nudez explícita...” 
e) “Sites como o (já gigante) Facebook também já excluíram usuários.” 

13) Assinale a alternativa que corresponde à correta transformação da frase abaixo para a voz passiva. 
“As revistas como G Magazine, Playboy ou Sexy não focam os modelos como um todo.” 

a) Os modelos como um todo são focados por revistas como G Magazine, Playboy ou Sexy. 
b) Os modelos não são focados como um todo por revistas como G Magazine, Playboy ou Sexy. 
c) Os modelos são focados como um todo por revistas como G Magazine, Playboy ou Sexy. 
d) Os modelos foram focados como um todo por revistas como G Magazine, Playboy ou Sexy 
e) Os modelos não foram focados como um todo por revistas como G Magazine, Playboy ou Sexy. 



Nenhum comentário: