segunda-feira, 4 de outubro de 2010

TRABALHANDO COM VERBOS - ATIVIDADES PARA O ENSINO MÉDIO (PARTE 4)

LUGAR-COMUM
     Cada macaco está no seu galho e todos, todos olham o próprio rabo e deixam o rabo do vizinho. A chuva chove no molhado, o sol brilha para todos... Chuva e sol? casamento de espanhol! Passam índios - ou serão hindus? - em fila indiana. Vacas vão para o brejo. Caçadores num mato sem cachorro, caçam com gatos, e todos os gatos são pardos no escuro. Rios correm para o mar. Paus nascem tortos, e assim permanecem. Semeadores de vento colhem tempestades enquanto, ao fundo, um grupo separa o joio do trigo e outro faz das tripas coração e um terceiro constrói castelos no ar e... Súbito, tudo para no lugar-comum. Os índios, as vacas, os caçadores, até os rios. A paisagem fica estática, as frases ficam suspensas. Só os mercadores fingem que não ouvem o silêncio ameaçador, mas em seguida também param, e esperam. Algo vai acontecer. Algo - ou alguém - vai chegar. E então ele aparece. É Gerúndio! O imperativo Gerúndio. Ele caminha pelo lugar-comum, as mãos entrelaçadas atrás como um inspetor. Examina as frases paradas e chuta alguns verbos como se fossem pneus. Depois, dá a ordem: 
     - Circulando!
    E vê tudo recomeçando à sua volta. Cada macaco sentado no seu galho e olhando o próprio rabo em vez do rabo do vizinho. A chuva chovendo, o sol brilhando, a fila indiana passando, as vacas indo para o brejo, os caçadores caçando com gatos, os rios correndo para o mar... O mundo sendo ordeiro e previsível, como tem que ser. 
O Estado de S. Paulo, 12 ago. 2001, p. D2.
1) Releia o primeiro parágrafo e responda:
a) Qual é o tempo verbal predominante?

2) Indique a quem se refere os seguintes verbos, no texto:
a) Olham e deixam (linha 1):
b) Passam (linha 3):
c) Caçam e são: (linha 4):
d) Permanecem (linha 5):

3) Qual a forma verbal predominante no último parágrafo do texto?

Nenhum comentário: