sábado, 23 de janeiro de 2010

FEMININO OU MASCULINO???

Que tal propor o trabalho com os gêneros dos substantivos a partir de um texto divertidíssimo, de Luís Fernando Veríssimo?? 
Experimente. Proponha a leitura deste texto e descubra, juntamente com seus alunos, os significados e os meios de abordar este tema.
Como atividade pré-textual, escreva o título no quadro e observe a reação de cada aluno. Faça anotações do que vai surgindo. Instigue-os a participar, a descobrir.
Peça para que façam a leitura individual do texto, atentamente. Em seguida, provoque-os para uma leitura dramatizada, encenada!!!
Participe desta leitura você também.. A aula ficará mais informal e você mais descontraído(a) para, em seguida, abordar o conteúdo implícito ali.
Após a leitura, procure suscitar neles a reflexão de como surgiu aquela dúvida do personagem, qual a associação que foi feita, etc.
E assim, aos poucos e de forma prazerosa, vá abordando a teoria dos gêneros, usando exemplos e as contribuições que forem surgindo durante a aula.


Sexa

Luís Fernando Veríssimo


- Pai…

- Hmmm?
- Como é o feminino de sexo?
- O quê?
- O feminino de sexo.
- Não tem.
- Sexo não tem feminino?
- Não.
- Só tem sexo masculino?
- É. Quer dizer, não. Existem dois sexos. Masculino e feminino.
- E como é o feminino de sexo?
- Não tem feminino. Sexo é sempre masculino.
- Mas tu mesmo disse que tem sexo masculino e feminino.
- O sexo pode ser masculino ou feminino. A palavra "sexo" é masculina. O sexo masculino, o sexo feminino.
- Não devia ser "a sexa"?
- Não.
- Por que não?
- Porque não! Desculpe. Porque não. "Sexo" é sempre masculino.
- O sexo da mulher é masculino?
- É. Não! O sexo da mulher é feminino.
- E como é o feminino?
- Sexo mesmo. Igual ao do homem.
- O sexo da mulher é igual ao do homem?
- É. Quer dizer… Olha aqui. Tem o sexo masculino e o sexo feminino, certo?
- Certo.
- São duas coisas diferentes.
- Então como é o feminino de sexo?
- É igual ao masculino.
- Mas não são diferentes?
- Não. Ou, são! Mas a palavra é a mesma. Muda o sexo, mas não muda a palavra.
- Mas então não muda o sexo. É sempre masculino.
- A palavra é masculina.
- Não. "A palavra" é feminino. Se fosse masculina seria "O pal…"
- Chega! Vai brincar, vai.
O garoto sai e a mãe entra. O pai comenta:
- Temos que ficar de olho nesse guri…
- Por quê?
- Ele só pensa em gramática.




Nenhum comentário: